Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]





Revista Equilíbrio - artigo de Agosto

por Sandra Almeida, em 07.10.09

Plantas que emagrecem
A fitoterapia é o estudo das plantas que podem ser utilizadas para tratamento e/ou prevenção de algumas doenças. É uma arte muito antiga e existem diversos exemplos de componentes de plantas com efeitos cientificamente comprovados, nomeadamente os fitoestrogénios da soja pela sua acção nos sintomas da menopausa ou os fitoesteróis que são cada vez mais utilizados em leites, manteigas e até no azeite pela sua acção na redução da absorção de colesterol.

Em relação ao emagrecimento, existe uma enome variedade de suplementos alimentares, vulgarmente designados “produtos naturais”, que prometem uma perda de peso muito rápida e sem qualquer esforço! Mas “nem tudo o que luz é ouro”...

Um processo de emagrecimento deve ser sempre baseado numa alimentação saudável e actividade física, pois só assim se consegue perda de massa gorda e manutenção/ganho de massa muscular! Qualquer método de emagrecimento que promova perda de peso sem qualquer alteração a nível de hábitos alimentares e de actividade física irá provavelmente provocar perda de água e massa muscular e não de gordura, sendo este peso perdido facilmente recuperado (efeito iô-iô) e com alguns perigos para a saúde!
Assim sendo, os suplementos alimentares devem ser utilizados apenas como um complemento que facilite a adopção de estilos de vida mais saudáveis.

Eis algumas plantas que podem ser utilizadas como coadjuvantes num tratamento de emagrecimento:

- Alcachofra

Planta diurética (aumenta o volume de urina, diminuindo a retenção de líquidos), depurativa e desintoxicante (activa os mecanismos de limpeza do organismo, eliminando as toxinas acumuladas). Ajuda também na metabolização de gorduras, diminui o colesterol e protege o fígado

- Cavalinha, barbas de milho, pés de cereja

Plantas diuréticas muito úteis na retenção de líquidos

- Chá verde, vermelho e branco

São diferentes formas de utilização da planta do chá (Camellia sinensis) e têm propriedades semelhantes: estimulam o metabolismo ajudando a “queimar” mais calorias e são muito ricos em antioxidantes que protegem contra as doenças cardiovasculares, tão frequentes em pessoas com excesso de peso, e algumas formas de cancro

- Glucomanano

Fibra obtida de uma planta japonesa que absorve água, formando um gel espesso que preenche o estômago e diminui o apetite

- Garcinia cambodja

Esta planta possui Ácido Hidroxicítrico (AHC) que interfere no metabolismo dos açúcares e das gorduras, reduzindo o apetite, principalmente o apetite por doces, e diminuindo o armazenamento de gordura no organismo

- Ácido linoleico conjugado (CLA)

Não se trata de uma planta mas de um ácido gordo essencial existente na carne e no leite. É cada vez mais utilizado nos tratamentos de emagrecimento pois reduz a massa gorda corporal.

Algumas destas plantas podem ser usadas como infusões, outras existem na forma de ampolas ou cápsulas à venda em farmácias, parafarmácias ou ervanárias. Apesar de serem “produtos naturais”, estes não são totalmente inofensivos e existem situações em que não devem ser utilizados. Antes de tomar qualquer tipo de suplemento, informe-se sempre com o seu médico, nutricionista ou farmacêutico.
Na próxima edição, falarei sobre o “mal amado” pão:
- será este o maior erro alimentar dos portugueses?
- devemos eliminar a ingestão de pão para emagrecer?
- o que devemos colocar no pão?

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog